Lobby (Conto)

Em um fim de mês melancólico como tantos outros nos últimos anos, um funcionário público conhecido apenas por seus familiares e amigos recebeu a convocação para trabalhar em uma viagem de sua repartição… a primeira impressão a esta notícia era sempre agradável, uma vez que os bônus pagos pelo serviço eram sempre bem vindos podiam até superar seus rendimentos fixos… mas conseguia esconder a frustração de que o momento não era o melhor e teria que se contentar em passar a noite na capital com meros 100 reais… um capricho em um grande centro como aquele… uma mera ida ao cinema seria o suficiente para queimar toda sua verba… depois disso, seriam pelo menos 10 horas aguardando o retorno…

Horas antes da partida porém, recebeu um e-mail com um remetente que não conhecia… o nome e o assunto anularam a possibilidade de encaminhar direto à caixa de spam e alguma curiosidade efêmera somada ao simples fato de não ter nada melhor pra fazer enquanto esperava a ordem para se dirigir até a viatura o fez clicar e ler… a dona da mensagem dizia que era repórter de um veículo de informação bastante conhecido e que estava escrevendo uma matéria sobre desvio de recursos públicos, pedia apenas uma conversa. A reação imediata foi um susto, fechou a janela e ficou pensando como aquela mulher tinha conseguido seu contato… foi interrompido pelo chefe: “está na hora!”…

Na viagem não conseguia esconder um misto dos mesmos sentimentos e ficou a maior parte do tempo calado, apenas respondia questionamentos de superior ou fazia comentários breves sobre qualquer assunto iniciado pelo mesmo, levando sua única companhia até a perguntar sobre a situação… inventou a desculpa de que tinha a impressão de que a estrada estava mais movimentada que o de costume e que só estava mais concentrado na direção… a jornada seguiu tranquila até o destino final, ainda de manhã. O funcionário ainda precisou entrar junto no prédio público antes de ser liberado até o dia seguinte para o retorno… foi aí que o dia ficou ainda mais estranho…

Enquanto seu chefe se encaminhou à sessão que precisava, foi buscar uma dose de café na copa… depois de alguns segundos percebeu a entrada de um homem que nunca havia visto. Reparou no terno que visivelmente era de qualidade e nos sapatos impecáveis… “bom dia”, respondeu após ser indagado enquanto o indivíduo também se servia da bebida… um diálogo breve começou e após algumas trocas de palavras o funcionário foi surpreendido ao ouvir seu nome… “já nos conhecíamos? desculpe mas não lembro do seu nome”… perguntou e ouviu bem mais do que imaginava:

— Na verdade não, mas sei que você é um ótimo funcionário e que merecia até um bônus por seus serviços e pela sua lealdade.

— O quê? Retrucou muito ansioso…

— Pois é, o secretário está disposto a pagar férias antecipadas para você… só precisa ficar em silêncio… sabe como tem enxeridos por aí… pense bem, pode responder amanhã e aqui tem um presente pessoal meu. E não se preocupe em esperar mais nada hoje, eu mesmo vou comunicar que já está liberado… O homem misterioso levantou-se e deixou um envelope em cima da mesa, deu meia volta e saiu do cômodo… era dinheiro, incontável a olho nu e em um ambiente coletivo… no impulso apenas guardou tudo no bolso foi direto para o quarto… já angustiado em relação às próximas longas horas… 

Um comentário em “Lobby (Conto)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s